Chuva e vento forte provocam destelhamentos em vários municípios, quedas de árvores em Cascavel e torres de energia na região

Foto: Assessoria Transitar

O Corpo de Bombeiros atualizou os mais recentes números de atendimentos registrados desde a madrugada de hoje na região Oeste do Estado. Em Cascavel uma residência foi atingida por galhos de árvores.

Árvores também bloqueiam ruas da cidade, sendo nos seguintes locais: no Bairro Country, a rua Antônio Alves Massaneiro está interditada no trecho entre as ruas Pará e Goiás. Rua Duque de Caxias cruzamento com a Travessa Jarlindo João Grando, ao lado da Catedral Nossa Senhora Aparecida.

No Jardim Esmeralda está bloqueada a rua Citrino, cruzamento com a rua Ônix. Também a Voluntários da Pátria, cruzamento com a Tapejara no Bairro Canadá. No Bairro Santa Cruz foram duas ruas: a Kamayuras e Cariris, quase esquina com Apalais.

Até momento há registro de três imóveis que foram destelhados, mas a Defesa Civil informou que já foram realizados 11 atendimentos com pedidos de lonas. Em Toledo foram entregues duas bobinas de lona durante a madrugada. Em Palotina os ventos superaram os 100 km/h e provocaram três destelhamentos, três rompimentos de fios de energia elétrica e oito árvores caíram. Em Corbélia houve a necessidade de cortar cinco árvores e três residências foram destelhadas. Em Capital Leônidas Marques pelo menos 30 casas foram destelhadas.

O forte temporal que atingiu várias regiões do Paraná deixou sem energia elétrica. Somente em Cascavel, mais de 11 mil e 500 unidades consumidoras estão sem energia. Nas regiões Oeste e Sudoeste, 160 mil domicílios permanecem sem luz. Isso por conta da queda de árvores que romperam cabos entre Toledo e Marechal Cândido Rondon e queda de nove torres de transmissão entre Umuarama e Assis Chateaubriand.

Em Cascavel os ventos chegaram a 87,5 km/h às 10h da manhã desta quinta-feira (14). Até o momento choveu 42,8 mm no município.