Com medidas preventivas, Restaurante Popular retoma atendimentos na segunda (11)

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Restaurante Popular de Cascavel teve que fechar suas portas temporariamente. No entanto, o espaço retomará os atendimentos na próxima segunda-feira (11), conforme autoriza o decreto nº 15.424. Para que isso seja possível, o Restaurante seguirá todas as medidas sanitárias exigidas pela administração pública e autoridades de saúde.

O Restaurante Popular seguirá as mesmas orientações destinadas aos restaurantes privados, como capacidade de atendimento simultânea reduzida; serão no máximo 60 pessoas ao mesmo tempo dentro do estabelecimento, fornecimento de álcool em gel, orientação de higiene das mãos, linhas para demarcar o distanciamento nas filas, intensificar os procedimentos de higiene na cozinha, atenção especial no recolhimento de pratos, talheres e bandeja, higienização redobrada do espaço e entre outros. Conforme a Secretaria de Assistência Social, a expectativa de atendimentos é de 500 refeições na retomada.

As refeições ofertadas no espaço são sempre variadas, resultando num cardápio de importante valor nutricional. O preço cobrado é de apenas R$ 3,00 para todos os cascavelenses. O Restaurante Popular, vale ressaltar, atende de segunda a sexta-feira, das 10h30 às 14h, na Rua São Paulo, nº 94, no Centro.

De acordo com os dados da Secretaria de Assistência Social, somente no ano passado, foram servidas 188.594 refeições no Restaurante Popular, quase 15 mil a mais que em 2018, quando houve 174.193 pratos servidos. Diariamente, antes da pandemia, o Restaurante Popular servia cerca de 800 refeições.

NOVOS REFEITÓRIOS
Já estão em construção dois novos refeitórios em Cascavel: um no Bairro Cascavel Velho e outro no Bairro Santa Cruz, essas unidades, contudo, não serão responsáveis pela produção dos alimentos, apenas a distribuição à comunidade.

A expectativa é que até o segundo semestre deste ano os espaços já estejam de portas abertas para a população. O cronograma das obras não sofreu prejuízo por conta da pandemia. Os locais terão capacidade de servir mais de 300 refeições ao dia em cada novo refeitório.

FONTE: ASSESSORIA