CRIANÇA MORRE DE APENDICITE APÓS SER LIBERADA DA UPA COM DIAGNÓSTICO DE “GASES”

Uma criança de cinco anos morreu na tarde de ontem (06), no residencial Gralha Azul, em Cascavel. O Samu foi chamado pela avó da criança, ao perceber que ela estava inconsciente. No local, os socorristas apenas constataram a morte. A polícia Civil e a Polícia Científica foram chamadas para apurarar as causas da morte da menina, que teve o corpo levado ao IML.

Durante à noite, o laudo da perícia apontou a causa da morte como apendicite. O resultado deixou a família revoltada, já que a criança teria passado mal ainda no domingo e foi levada para a UPA Tancredo, mas no local, recebeu o diagnóstico de que estaria com gases! Ela foi medicada e mandada pra casa com uma receita de Paracetamol, Ibuprofeno, Bromoprida e Dimeticona.

Eva Machado, tia da criança, conversou com a imprensa após a família receber o laudo. Inconformada, ela diz que a família vai procurar a justiça pelo que considera um erro médico. Ouça a entrevista:

Em nota divulgada pela assessoria de Comunicação da Prefeitura, o secretário Thiago Stefanello disse que “A Secretaria da Saúde após tomar conhecimento do vai oficiar o Consamu, gestor da UPA Tancredo, para que faça a investigação e a sindicância do caso, já que a criança passou pela Unidade de Pronto Atendimento. O município reitera que disponibiliza profissionais de saúde, exames diagnósticos e medicamentos, cabendo a cada profissional de saúde realizar a avaliação e estabelecer a melhor conduta para atender aos pacientes.”.

FOTO E COLABORAÇÃO: ANTONIO JOSÉ DA SILVA