DIREÇÃO DO HU EXPLICA “COMUNICADO DE SUPERLOTAÇÃO”

A direção do Hospital Universitário de Cascavel, emitiu ontem (10), um comunicado aos serviços de atendimento de urgência, Samu e Siate, dizendo que pacientes em estado grave preferencialmente não deveriam ser encaminhados para o local, pois o hospital estava superlotado e não havia vagas para atendimento. Após o comunicado e a repercussão do assunto, uma entrevista coletiva foi convocada para esclarecer o tema.

O diretor Geral do Hospital Universitário, Rafael Muniz de Oliveira, disse que o Pronto Socorro, onde os pacientes graves são estabilizados, possui cinco leitos, mas ontem estava com seis pacientes. O pedido para não encaminhamento de novos pacientes foi por causa disso, mas mesmo assim, ele garantiu que se algum paciente chegasse ao local em estado grave, seria atendido. Rafael Muniz afirmou também que a superlotação de ontem (10), foi causada pela grande quantidade de acidentes no fim de semana e nesta segunda. O maior problema, segundo ele, é a falta de leitos de UTI na região.

O diretor do hospital explicou ainda, que o comunicado divulgado aos serviços de urgência é normal, mas reforçou que nunca houve recusa de atendimento. Sobre as cirurgias eletivas (as que estão agendadas), o diretor do HU afirmou que não serão afetadas. O HU é hospital de referência para todo o Oeste do estado.

Ouça parte da entrevista coletiva: