Saúde realizou mais de 848 mil consultas em 2019

O trabalho humanizado e comprometido dos servidores da Saúde nas 13 UBSs (Unidades Básicas de Saúde), nas 30 USFs (Unidades de Saúde da Família), nas 3 Upas (Unidades de Pronto-Atendimento), e outras unidades da rede pública de saúde de Cascavel, somaram em 2019 o total de 848.455 consultas, entre atendimentos de atenção básica, de média e alta complexidade. A média em 2019 foi de 70,7 mil consultas por mês no município.

A maioria dos atendimentos ocorreu nas UBS, com mais de 108 mil consultas com clínico geral. A pediatria apareceu em segundo, e ultrapassou 35 mil atendimentos, seguida de perto pela área da ginecologia, com mais de 34 mil consultas.

Para manter os cascavelenses a par de todo esse trabalho, a Secretaria de Saúde fará uma prestação de contas sobre o 3º quadrimestre de 2019, na próxima segunda-feira, 17, a partir das 16 horas, na Câmara de Vereadores de Cascavel.

Sobre os dados, o secretário de Saúde, Thiago Stefanello, comenta que há ainda ajustes a se fazer, mas que o trabalho vem sendo realizado da melhor forma possível. “Quando conseguimos colocar todos os dados juntos, podemos visualizar a quantidade de atendimentos que são realizados. Todos os dias somos cobrados pelo que não é feito, mas é importante demonstrar o que é feito, para que realmente a medida seja justa. Há muitos gargalos, mas a ampliação dos atendimentos de saúde é fato, e as estatísticas demonstram isso”, pontua o secretário.

Outro dado importante para se destacar é referente aos atendimentos das UPAs. Juntas, as unidades da Tancredo Neves, Brasília e Veneza realizaram mais de 285 mil consultas médicas, e 423 mil procedimentos. Além disso, 183 óbitos foram registrados, ou seja, 0,06% do total atendido, caracterizando assim o menor índice de mortes da história da Saúde de Cascavel.

Confira alguns dados que demonstram o trabalho da Secretaria de Saúde em 2019:

UBS: 108.172 consultas médicas de clínico geral, 35.288 consultas de pediatria e 34.130 consultas de ginecologia. Do total de 177.590 consultas médicas realizadas nas UBS, 50.381 foram por agendamentos, e em 7.362 (14,6%) os pacientes faltaram. O maior índice de falta ocorre nas UBS Palmeiras, Aclimação e Claudete.

ESF (Estratégia Saúde da Família): Foram realizadas 209.031 consultas médicas. Dessas, 48.783 foram agendadas, e 8.082 pacientes faltaram (16,5%). O maior índice de faltantes ocorreu nas USF Riviera, XIV de Novembro e Lago Azul.

UPA: Foram realizadas 285.072 consultas médicas, 423.354 procedimentos e ocorreram 183 óbitos (0,06% em relação ao total atendido, o menor índice da história).

Cascavel teve 37.422 pacientes internados nos Hospitais locais credenciados ao SUS. Desses, 15.630 são residentes de Cascavel.

=> Em 2019, foram transportados 100.140 pacientes entre viagens no município e para outras cidades.

=> No Cisop, foram autorizadas 108.307 consultas médicas, com um total de 16.554 (15,2%) pacientes que faltaram.

 

Assessoria